Brincando no paraíso perdido: as estruturas religiosas da ciência.

Conteúdo:
1. A dimensão religiosa da ciência pós-moderna.
2. A teologia e a salvação eterna.
3. Nietsche e o “Amor Solidário”.
4. A ciência e o iluminismo.
5. O cuidado.

Descrição

Este livro não traz respostas fáceis, pois os problemas da sociedade contemporânea não são simples. Um dos principais referenciais da pós-modernidade é a biotecnologia. Através do controle sobre o patrimônio genético, esta nova ciência tem oferecido possibilidades de escolha no design de seres humanos; como ocorreu nos Estados Unidos em 2002, em que um casal de lésbicas surdas encomendou uma criança como elas: surda. Enquanto, os meios de comunicação de massa notabilizam os grandes avanços científicos recentes, o autor propõem um olhar diferenciado sobre eles, a partir de uma curiosa relação: a teologia e a ciência. A ciência moderna seria a nova religião? Em que medida ela promete salvação e vida eterna?

Informação adicional

Peso 240 g

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Brincando no paraíso perdido: as estruturas religiosas da ciência.”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?